Prevenção - Pilates

Pilates

“Os benefícios do Pilates só dependem da execução dos exercícios. As instruções devem ser seguidas com fidelidade”. Joseph Pilates

Falta de exercícios e má de qualidade de vida. Essas são comuns características da vida moderna da maioria das pessoas e não têm “tempo” ou disposição para praticar atividades físicas. Por vezes essas pessoas buscam as convencionais academias para praticar atividades como musculação ou ginástica, mas ao iniciam os exercícios se dão conta que, além da atividade física, precisam de atividades desestressantes e que aliviem as tensões do dia a dia.
Pilates é uma atividade que ajuda todos a saírem do sedentarismo de uma forma tranquila e prazerosa. O corpo e com a mente trabalham juntas de uma forma harmoniosa.

A técnica criada pelo alemão Joseph H. Pilates, é uma filosofia de treinamento do corpo e da mente com o objetivo de conseguir um controle preciso do movimento corporal. Trabalha o corpo todo harmoniosamente sem impactos, agressões ou dores e seu principal objetivo é a melhora da postura, flexibilidade e força muscular.

A mecanização das atividades, diminuição do movimento e a necessidade de produção no trabalho estão levando, cada vez mais cedo, os indivíduos a inúmeras disfunções musculoesqueléticas. Cada vez mais mundo informatizado exige o máximo de produção e em período de tempo cada vez menor. Por isso, temos visto muitas pessoas com dores, disfunções e estresse, e estas doenças podem evoluir para síndromes mais complexas. Mas ao mesmo tempo as pessoas, cada vez mais, estão preocupadas com a saúde.

Inúmeros estudos médicos tem comprovado em suas publicações a importância da atividade física na prevenção de inúmeras doenças dentre elas o câncer.
Com o aumento da procura por atividade física, principalmente nas academias, surgiu a necessidade de aulas específicas e personalizadas para determinados indivíduos portadores destes distúrbios, ou que não se enquadravam ao perfil das academias convencionais, pois as aulas em grupo não estavam respeitando os limites biológicos e fisiológicos de cada um.

Assim se popularizou o Pilates. Com aulas personalizadas e instrutores especializados, associados a uma técnica que, se bem trabalhada, proverá a manutenção da saúde, sem danos. Método este de muito sucesso no Brasil e no mundo. Devido às aulas serem personalizadas pode-se voltar à atenção, dedicação e cuidados exclusivamente para aquele indivíduo, visando as necessidades de seu corpo e a sua mente.

Hoje, o Pilates, também, é muito procurado e caiu nas graças dos médicos, para reabilitar vários tipos de patologias, além de promover a prevenção de doenças através da atividade física, e também para obter uma melhor forma física e padrão estético. E ele é eficiente para os dois.

As aulas apresentam:

  • Exercícios suaves e eficazes;
  • Poucas repetições de cada movimento;
  • Grande repertório de exercícios;
  • Aulas únicas, evitando monotonia;
  • Uso de aparelhos e acessórios criados especialmente para os exercícios;
  • Resultados rápidos e duradouros;
  • Construção de uma postura correta e natural;
  • Não há desgaste físico.

Benefícios:

  • Aumenta a resistência física e mental;
  • Alongamento e maior controle corporal;
  • Correção postural;
  • Aumento da flexibilidade, tônus e força muscular;
  • Alívio das tensões, estresse e dores crônicas;
  • Melhora da coordenação motora;
  • Maior mobilidade das articulações;
  • Estimulação do sistema circulatório e oxigenação do sangue;
  • Facilita a drenagem linfática e eliminação das toxinas;
  • Fortalecimento dos órgãos internos;
  • Aumento da concentração;
  • Trabalha a respiração;
  • Promove relaxamento.

Perguntas e respostas sobre Pilates:

O Pilates melhora a postura e dores no corpo?
Um dos objetivos mais importantes do Pilates é o realinhamento postural. Os exercícios, somados ao ganho de força e flexibilidade adquiridas com a prática, implicam diretamente na aquisição de uma boa postura. Muitas vezes as dores no corpo são consequência da postura (falta de flexibilidade ou força) e melhoram e até desaparecem com a prática de Pilates.

Quem dá as aulas de Pilates?
No início, as aulas de Pilates eram ministradas por bailarinos que tinham aulas com o “pai” do Pilates, Joseph Pilates, para tratar de lesões causadas pela profissão. Devido à consciência corporal, os bailarinos transmitiam o método com grande beleza e fluidez que o método exige. No Brasil, o método foi adotado por fisioterapeutas e profissionais de educação física, pois o Pilates começou a ser dado em academias onde é exigido um dos dois profissionais. Em paralelo, esses profissionais têm conhecimento e capacitação para passar corretamente os exercícios.

O Pilates emagrece?
Por ser uma atividade física, o Pilates proporciona perda calórica. Porém, não é esse o seu principal objetivo. O Pilates deve ser praticado por quem busca uma vida saudável, com boa postura, músculos flexíveis, corpo bem definido, melhorar circulação sanguínea, melhorar a respiração etc.

Tenho hérnia de disco, posso fazer Pilates?
Sim, é possível fazer aulas de Pilates tendo hérnia de disco. O pilates é um método onde além de se preocupar o tempo todo com a postura correta você deve passar por uma avaliação onde serão descritos exercícios contra indicados e exercícios onde devem ser incluídos nas aulas para melhora da patologia e dor, a aula de Pilates pode ser adaptada para as limitações de cada indivíduo.

Qual a diferença de Pilates e musculação?
O Pilates, ao contrário da musculação, não trabalha com pesos. As resistências são feitas com molas ou o peso do próprio corpo. Outra diferença é que na musculação os movimentos e os exercícios são mais rápidos que o do Pilates, que, por outro lado, trabalha com poucas repetições, várias séries do mesmo exercício e mais controle dos movimentos. Por isso se ganha tonificação muscular com o Pilates, mas sem grandes hipertrofias como acontece na musculação.

Pilates me deixa mais disposto?
O Pilates trabalha corpo e mente, com ênfase na respiração e consciência corporal, promovendo assim, o bem estar físico e mental.

O Pilates é indicado para atletas?
É bastante recomendável, pois não só melhora o desempenho do atleta como ajuda a prevenir acidentes. Se o atleta já possui lesões, ele também pode praticar Pilates, que torna a recuperação mais rápida e fácil.

Devo praticar Pilates quantas vezes por semana?
A prática de duas a três vezes por semana é considerada ideal para sentir rapidamente os resultados. Mas, geralmente a freqüência é adaptada conforme as limitações individuais do corpo de cada pessoa.

Há contra-indicações para se fazer o Pilates?
Há um trabalho em conjunto com o médico de mulheres grávidas, idosos e pessoas cardíacas e outras doenças graves a fim de evitar qualquer incidente. Assim, os exercícios de Pilates não são contra-indicados a esses grupo, apenas é necessária uma autorização do médico para as atividades.

Cuidado! Ao buscar um local para a prática do Pilates, observe a qualificação dos profissionais e se você será atendido com exclusividade. Indica-se que tenha um professor para cada dois alunos.